Amazonino e Wilker Barreto alertam para a necessidade de garantir recursos para compra de vacina contra Covid-19

O candidato à Prefeitura de Manaus pela Coligação Juntos Podemos Mais, Amazonino Mendes, chamou a atenção para uma questão importante de saúde pública: a garantia de que a população terá vacina contra o novo coronavírus.

Ele alertou que é preciso, desde agora, assegurar verba para a compra das vacinas assim que forem liberadas, a exemplo do que já fizeram os governos do Rio Grande do Sul e de São Paulo.

A coligação, disse Amazonino, tem discutido o assunto e vem tomando providências, mesmo antes da definição do processo eleitoral, para não permitir que a cidade fique desassistida. “Não podemos esperar. Temos que agir, para garantir vacina para a população. E de forma prática, já definindo os recursos para que a Prefeitura possa comprar as doses necessárias e planejar a imunização. A vida das pessoas é o bem mais importante. Sem vacina não tem vida normal, não tem tranquilidade para viver”, ressaltou.

Uma dessas ações práticas, segundo ele, é o Projeto de Lei (PL) apresentado, na última quarta-feira (07), na Assembleia Legislativa do Estado (ALE), pelo candidato a vice na chapa de Amazonino, deputado estadual Wilker Barreto. O PL institui a criação de um Fundo Estadual Especial para a aquisição de vacinas contra o novo coronavírus no Amazonas.
Ainda na quarta-feira, em visita ao presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Joelson Silva (Patriota), Wilker Barreto propôs que a Casa também crie um fundo especial para aquisição de vacinas. “Está na hora de governador e prefeito sentarem-se à mesa e juntos reservarem recursos para proteger a população”, destacou.

O objetivo da PL, conforme explicou Wilker Barreto, é buscar recursos de forma exclusiva para a compra e distribuição das vacinas, que já estão em fase de testes, com previsão para liberação até janeiro de 2021. “Estado e Prefeitura precisam se antecipar para garantir verba para a compra das vacinas, que terão procura em nível mundial”, afirmou Barreto.

Ao apresentar a PL, ele citou o exemplo do Governo do Rio Grande do Sul, que já anunciou uma reserva orçamentária de R$ 200 milhões para a compra de vacinas contra a Covid-19, sendo R$ 100 milhões repassados pela Assembleia Legislativa e a outra metade por meio de emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2021.

O Governo de São Paulo também já se adiantou com relação à aquisição de vacinas, assinando termo de compromisso com a biofarmacêutica Sinova Life Science para fornecimento de 46 milhões de doses da Coronavac ao estado, até o final do ano.

O apelo de Wilker é para a criação urgente de um fundo específico para a compra das vacinas. “Se não fizermos isso, será a mesma corrida como foi a procura pelos respiradores. Faço um apelo para que, juntos, tanto base quanto oposição, entendam que precisamos imunizar pessoas que estão correndo sério risco com essa doença”, explicou Wilker, na ocasião.