Prefeitura faz obra emergencial para conter erosão no Santa Etelvina

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, reuniu seus secretários e principais assessores na manhã deste domingo, 5/1, para dar início às obras emergenciais para contenção de uma erosão na rua professor Alcântara, bairro Santa Etelvina, zona Norte, que ameaça a segurança das famílias. O local já foi vistoriado pela Secretaria Executiva de Defesa Civil, duas casas foram retiradas por ameaça de desabamento e outras duas estão identificadas para remoção Essas famílias já foram encaminhadas para o aluguel social e o prefeito Arthur Neto estuda a possibilidade de destinar quatro habitações no Cidadão Manauara 2, etapas A e B, como moradia definitiva.

 

Os trabalhos iniciados neste domingo contemplam, inicialmente, o isolamento de todo o acesso à encosta, por meio de tapume, para evitar acidentes; drenagem superficial ou profunda, se necessário, para conter um fluxo de água permanente que contribui para a desestabilização da encosta e consequente erosão e deslizamento; e a contenção do barranco, por meio de platôs para nivelar a encosta. Posteriormente, o prefeito determinou a execução de uma obra de paisagismo e aparelhos comunitários de recreação, para aproveitamento do novo local.

 

“Hoje a gente faz o tapume, para que as crianças não tenham acesso. O problema está nesta água aqui que fica escorrendo e desestabiliza. Ali nessa cratera é onde vamos construir os taludes e aí a ameaça já está contida. Ali, embaixo, existem muitas casas, mas elas não correm perigo porque existe um igarapé que separa e contém qualquer erosão. Mas a entrada em cena das máquinas, já elimina o perigo”, afirmou o prefeito.

 

Segundo o secretário de Infraestrutura, Kelton Aguiar, a cratera tem aproximadamente 20 metros de profundidade e o pessoal técnico da área já está tomando conta da situação para realizar o necessário trabalho de contenção. “No momento, vamos fazer o desvio da água e fazer o talude. Vamos retirar tudo isso que está negativo e já vai amenizar qualquer risco imediato. E aí, vamos fazer o aterramento, de forma escalonada”, explicou.

 

A Prefeitura tem expertise nesse trabalho e já vem realizando vários trabalhos de contenção, como no conjunto Vila Real e no conjunto Cidadão. “A gente sabe que é muito importante preparar para o inverno porque se a gente não faz nada e desaba uma chuvarada, pode trazer consequências graves. Um desses trabalhos é fazer muita contenção de encosta e de erosão. Então, todas as providências serão tomadas”, afirmou Arthur Neto.

 

O diretor-executivo da Defesa Civil, Cláudio Belém, informou que a prefeitura foi acionada pelos moradores por meio do telefone 199. A partir disso, foi feita uma análise no local e identificada duas casas que estão em risco imediato de desabamento. Elas já foram retiradas. Outras duas casas também já foram identificadas e deverão ser retiradas imediatamente. “Com as chuvas do final de ano houve um agravamento dos riscos de deslizamentos e o prefeito decidiu iniciar os trabalhos imediatamente”, afirmou.

 

Samara Ferreira, moradora de uma das residências que já está definhada para ser retirada das margens da enconta, não escondeu sua emoção ao agradecer ao prefeito Arthur Neto pelas providências tomadas. “Eu não conseguia dormir, atormentada pela possibilidade de minha casa desabar. Agora só posso agradecer porque sei que esse ano de 2020 vai ser muito melhor para minha família e que já não vamos correr esse tipo de risco”, afirmou.